Como ter autoestima: paradoxos psicológicos

como-ter-autoestima

Como ter autoestima é um grande desafio para as pessoas em depressão. Elas não conseguem perceber as suas qualidades e potencialidades. Não raro, as pessoas em depressão encontram-se aprisionadas em paradoxos psicológicos que comprometem suas autoestimas. As pessoas com pensamentos depressivos também podem vivenciar pensamentos distorcidos acerca da realidade. Os paradoxos psicológicos não devem ser confundidos com as contradições lógicas, mais comuns no cotidiano.

Contradições lógicas:

Nas contradições lógicas, não é possível que duas ou mais proposições (como A e B) sejam, ao mesmo momento, verdadeiras. Se uma proposição A é verdadeira, a outra proposição B é necessariamente falsa, e vice-versa. Por exemplo, “João está na cozinha” e “João está na sala” são sentenças que podem entrar em contradição. Se é verdade que “João está na cozinha”, então é necessariamente falso que “João está na sala”. Afinal, a proposição composta “João está na cozinha e na sala” é sempre falsa, jamais verdadeira.

Paradoxos psicológicos

Já nos paradoxos psicológicos, duas ou mais proposições (como C e D) são e não são, ao mesmo momento, verdadeiras. Se uma proposição C é verdadeira, então a outra proposição D será e não será necessariamente falsa, e vice-versa. Os paradoxos são mais comuns com conceitos abstratos, por não possuírem referências definidas no mundo. No caso, as pessoas em depressão não conseguem sair desses paradoxos psicológicos, prejudicando suas autoestimas.

Por exemplo, se um homem casado diz para sua esposa depressiva “Você está muito linda com este vestido novo”, ela pode desencadear paradoxos psicológicos. Por um lado, ela poderia pensar “Ele falou isso só para me agradar, pois não estou linda com este vestido novo”. Por outro lado, se o marido não tivesse dito nada, ela poderia pensar “Ele não me elogiou com o vestido novo, pois não estou linda”. Em resumo, independentemente do que o marido faça sinceramente pela esposa depressiva, ela pensará o mesmo: “não estou linda”.

Em resumo, os paradoxos psicológicos geralmente estão relacionados à baixo autoestima, não devendo ser confundidos com as contradições lógicas cotidianas. Esses pensamentos paradoxais podem desencadear pensamentos suicidas, porque os antidepressivos não curam. Como ter autoestima é um grande desafio para as pessoas em depressão, mas na WAF Psicologia: Atendimento Online (sessão 1h30min) as pessoas têm Atendimento Psicológico Especializado para organizar os pensamentos.

Fale comigo.


WAF PSI© (31) 9 9385 6239, Contagem, MG, Brasil.