Estou ficando louco na quarentena: seis indícios para se preocupar

Read More
ficando-louco-com-isolamento

Desconfia que uma pessoa próxima, ou mesmo você, está ficando louca na quarentena? Os pensamentos distorcidos são indícios de que a saúde mental da pessoa não está bem. A privação sensorial é uma técnica de guerra psicológica na pandemia que promove transtornos psiquiátricos. Abaixo, listamos seis tipos de pensamento distorcidos trabalhados na Terapia Cognitivo-Comportamental:

Catastrofização (adivinhação): você acredita que o futuro será uma desgraça, sem levar em consideração diversas outras possibilidades. Por exemplo, em seu íntimo, você tem grande certeza de que o mundo jamais voltará a ser o mesmo após a pandemia de Covid-19, independentemente das ações das pessoas.

Desqualificar ou desconsiderar o positivo: você desvaloriza as coisas boas e positivas, como se elas não fizessem muitas diferenças. Por exemplo, mesmo que desenvolvam uma vacina para o Covid-19, o que finalizaria a quarentena, você sabe, em seu íntimo, que as coisas não melhorarão tão cedo.

Raciocínio emocional: você acha que algo é verdadeiro por tê-lo sentido subjetivamente como real, independente dos fatos objetivos. Por exemplo, em seu intimo, você tem uma espécie de intuição espiritual, uma sensação realística, de que alguém próximo pegará Covid-19, numa espécie de fatalidade do destino.

Pensamento do tipo tudo ou nada (dicotômico): você enxerga uma situação sempre em duas categorias estanques, não num contínuo de possibilidades. Por exemplo, em seu íntimo, você acredita que as pessoas devem ser totalmente à favor ou contra a quarentena, pois um meio termo seria muito perigoso.

Rotulação: você rotula as pessoas e coisas de forma fixa e global, como se a realidade não fosse plástica e multifacetada. Por exemplo, em seu íntimo, as pessoas que trabalham na quarentena são bolsonaristas, porque o presidente é à favor ao fim imediato da quarentena.

Leitura mental: você tem uma espécie de certeza intima de que consegue saber o que as pessoas estão pensando e imaginando. Por exemplo, em seu intimo, você sabe que as pessoas nas redes sociais estão lhe vigiando e fazendo chacotas, pois você tem encarado grande dificuldades na quarentena.

Geralmente, a pessoa que passa por problemas psicológicos perde o senso crítico sobre a sua própria saúde mental. Um dos grandes desafios da saúde mental é convencer a pessoa de que precisa de ajuda especializada. Ela geralmente é a última pessoa a perceber que está literalmente ficando louca na quarentena.

avaliação-psicológica-grátis

“Ela geralmente é a última pessoa a perceber que está literalmente ficando louca na quarentena…”

 

 

 

Sintomas de depressão: faça avaliação grátis

Read More
avaliacao-psicologica-gratuita

Se você acha que está com sintomas de depressão, então faça uma breve avaliação psicológica gratuita no WAF Psicologia: Atendimentos Online. As pseudociências aproveitam da fragilidade psicológica das pessoas para ganhar dinheiro fácil, injusto e desonesto. Elas utilizam técnicas de hipnose e manipulação, que são capazes de introduzir falsas memórias nas pessoas (vide, vide). Quem não conhece pessoas que fizeram “terapias alternativas” por anos e acabaram ainda mais confusas, dependentes e doentes? Foi pensando em combater o charlatanismo que disponibilizamos gratuitamente a “Escala de Depressão de Beck”. Essa escala científica, que avalia sintomas de depressão, é utilizada em vários países, como no Beck Institute for Cognitive Behavior Therapy. Embora uma avaliação psicológica seja muito mais complexa, após responder o questionário, aguarde que lhe daremos um retorno gratuito por e-mail.

Dicas de saúde mental na pandemia: guerra e terrorismo psicológicos

Read More
dicas-saúde-mental-pandemia

Aprenda algumas dicas de saúde mental na pandemia para se proteger da guerra e do terrorismo psicológicos dos meios de comunicação. Eles raramente apresentam as informações sobre a pandemia de forma objetiva, neutra e impessoal. Eles geralmente expõem as informações de forma parcial, distorcida ou politizada. Os meios de comunicação estão deixando as pessoas depressivas, ansiosas e excessivamente preocupadas com a pandemia.

O terrorismo psicológico dos meios de comunicação é uma estratégia internacional de guerra psicológica: a Teoria da Subversão. O menticídio foi uma estratégia de propaganda promovida pelos nazistas e soviéticos para subjugar as pessoas ao totalitarismo. Esse terror psicológico pode desencadear fenômenos psicopatológicos, não unicamente ansiedade e depressão, mas também paranoia e histeria coletivas. Quem não teve algum momento de perturbação mental durante a quarentena, como uma dor de cabeça ou mal-estar, acreditando ter sido contaminado?

Os meios de comunicação utilizam as heurísticas da disponibilidade como formas de manipular e controlar a opinião pública. As heurísticas são atalhos cognitivos, automáticos e inconscientes utilizados na tomada de decisão. Isso se torna ainda mais grave durante a quarentena, porque o isolamento social favorece alterações psíquicas, como ilusões, alucinações e delírios. Por exemplo, notícias repetitivas de mortes, imagens de caixões e cemitérios (associadas ao isolamento) destroem as resistências psicológicas: as pessoas já não sabem o que é realidade ou fantasia (vide).

A pandemia se tornou num palanque para a politicagem, cabe a nós não sermos os “palhaços desse picadeiro”. As pessoas não deveriam dar tanta importância para os meios de comunicação, uma vez que promovem guerra e terrorismo psicológicos. Há muitas fake news nos meios de comunicação, erros grosseiros de conceitos da epidemiologia. As dicas de saúde mental na pandemia são procurar informações em pessoas que tenham o compromisso com a verdade, a liberdade e a ética.

“Proteja-se da guerra e do terrorismo psicológicos dos meios de comunicação!”.

Alguns de nossos artigos

Depressão não é frescura (leia).

Cinco erros comuns no pensamento depressivo (leia).

Quatro erros comuns no pensamento suicida (leia).

Conheça nossa proposta de tratamento psicológico (leia).

Fale comigo.